Os brasileiros estão cada vez mais apaixonados pelo mundo dos quadrinhos. O sucesso do universo Marvel nos cinemas, junto da ascenção dos games entre o grande público, trouxe uma vontade emergente de consumir e se interar na cultura pop. Não surpreende as grandes feiras pop atraindo verdadeiras multidões para celebrar personagens dos gibis, games, séries e filmes.

Desde a tradicional BGS, passando pela experimental GameXP e chegando na gigantesca ComicCon Experience, as feiras geek estão começando a bombar no Brasil. Lá fora, elas são muito mais comuns e abrangem públicos muito mais diversos, o que começamos a ver agora também no Brasil. Mais cedo esse ano, tivemos a Perifacon, levando cultura nerd a novos espaços. Em julho, mês do Orgulho LGBT, será a vez da Poc Con surpreender em São Paulo.

Chamando todas as manas

Foi convocado um número seleto de pocs com super habilidades para abalar as estruturas do mundo nerd no dia 22 de junho. São mais de 50 artistas queer que vão expor seu trabalho e vender sua arte. Segundo a produção do evento, o foco é qualidade e diversade. A ideia é dar visibilidade para quem mais precisa. Deste modo, terão mais artistas mulheres do que homens, 7 artistas trans, 6 artistas não-binários, sem falar que quase metade dos artistas são negros, pardos, orientais ou indígenas.

Eles fazem um pouco de tudo: desenhos autorais, adesivos estilizados de grandes franquias, poster de games, comics independentes exalando representatividade, e tudo mais que o cenário mainstream dos quadrinhos tanto precisa.

O evento vai ocorrer das 10h às 19h na Rua Domingos de Morais, 1581. Pertinho da estação de Metrô Vila Mariana, pra não ter aquela desculpa que é difícil de chegar. E se seu problema for grana, não se preocupe também. A entrada é gratuita. Então já pode ir marcando no seu calendário e venha conhecer um pouco dos meus artistas favoritos que já confirmaram presença. 

Picantes Pornolhices

Um dos co-idealizadores do evento é Rafael Bastos, muito conhecido pelo seu projeto artístico Pornolhices. Rafa é baiano, mas já mora em São Paulo faz um tempo e foi lá que ele começou a desenhar tirinhas contando as desventuras sexuais de seu alter-ego, Carlos Bastô. As histórias trazem sempre um ar descontraído, uma nudez ora safada, ora corriqueira, e até momentos de educação sexual de qualidade.

Sem nenhum pudor, as partes 1 e 2 de Pornolhices podem ser encontradas em seu Twitter. Já a terceira foi lançada ano passado em um projeto no Catarse. Quem quiser, vai poder adquirir tudo em formato físico na Poc Con. Em sua conta no Twitter, a mana também adiantou que irá levar para o evento muitos prints, adesivos, além de quadrinhos inéditos de Pornolhices e, se tudo der certo, de Vitor e Lucas. A gente fica na torcida!

Que Mário?

Mário Cesar, o outro idealizador do evento, tem uma abordagem mais melancólica em sua arte. Basta uma visitinha rápida ao seu Twitter pessoal para perceber seu grande interesse pela política e como afeta nossa comunidade. Autor de Bendita Cura e Ciranda da Solidão, o autor retrata o lado mais amargo da vivência Queer. O lado que luta, mas que também é oprimido. Que sofre para mostrar para as pessoas que não há nada de errado com o amor. Interessou? Além da Poc Con, o autor também pode ser encontrado no site Tapas.

Vitor Martins + Dino

Isso mesmo, estamos falando do autor de Um Milhão de Finais Felizes! Antes de se tornar um escritor de sucesso, Vitor Martins já trabalhava como ilustrador, e suas artes são uma graça. Para Poc Con, ele promete levar um punhado de prints para decorar seu quarto e adesivos para seus bullet journals. Vale lembrar que ele não estará sozinho! Seu namorado, conhecido como Dino Galáticovai encher a Poc Con de nintendices. É para deixar qualquer gaymer louquinha!

Bruno Freire

Dino Galático não é o único nintendista confesso desse rolê. Se é nintendices que você procura, precisa conhecer também Bruno Freire. Seu traçado só não é mais incrível que seu uso de cores quase hipnótico. Para vocês terem uma noção, todos os papéis de parede do meu celular atualmente são artes desse cara. Não é exagero dizer que ele consegue pegar tudo que toca e transformar em algo autoral. Seja uma das fan arts que levará como print, ou até mesmo as comissions que faz.

RØH , o Orc + Johncito

Querendo comprar umas artes de uns caras parrudos para decorar seu quarto? Melhor então conhecer o trabalho de RØH, o orc. Além de desenhar orcs super sexys, seu trabalho é marcado por trazer visibilidades a corpos negligenciados pela grande mídia. Ele desenha caras de verdade, com todas suas curvas e pelos, incluindo nosso amigo músico MASM.

Junto a ele teremos o simpático Johncito, que leva a palavra de Yoshua para todos seus seguidores. Em seu Instagram, você acha trechos de música ilustrados, trechos da bíblia reimaginados com um Jesus moderninho e fan art das mais diversas coisas. Toda quarta, tem página nova de sua webcomic Oséias no Tapas. Pode ter certeza que vai ter um pouquinho de cada uma dessas coisas na Poc Con, então se procura arte de homens bonitos, não deixem de dar uma olhada aqui.

Fits! + Nicole Janér

Na celebração da viadagem nerd, não poderia faltar o trabalho coloridíssimo de Fits, e sua amiga Nicole Janér. Juntos eles produziram Passa Anel, um quadrinho indie sobre dois amigos que tem que salvar sua cidade com um anel mágico. Seus prints também são incríveis e eles são tão fofinhos juntos que só isso já vale a visita.

Trio Combo Studios

Batendo de frente com toda injustiça, temos alguns integrantes do Combo Studios. Enquanto Super Drags permanece no limbo da Netflix, Leonardo Cesar, Luiz Filipe Gui e HeitorPC mostram que têm talento de sobra. Além de já terem trabalhado com a gigante do streaming, também trocaram afetos com a Cartoon Network, e trazem seu próprio trabalho autoral que pode ser adquirido na feira. Enquanto Leo divide a mesa com Filipe, Heitor vai dividir com outro artista super especial…

Henry Schumann

…O nome dele é Henry Schumann: gótico suave, respeitado entre os furries e viciado em Super Smash Bros. Ultimate (Switch). Sua arte é uma junção disso e muito mais. Seus desenhos são marcados por um traçado forte, decidido, um tanto angular e cores vibrantes. Co-escreveu junto de Lucas Cangussu Flyp, história que segue as aventuras da paladina felina Nó.


E aí manas, gostaram? Essa foi só uma amostra do que vocês podem esperar por lá. Este evento está imperdível! A Poc Con acontece na véspera da maior parada LGBTQ+ do mundo, dia 22 de junho. O evento tem entrada franca. Traremos um pouco mais sobre outros artistas convidados nas próximas semanas. Vemos vocês lá!

Show Full Content
Previous X-Men: A Saga da Fênix Negra
Next Goiaba: Conheça este agridoce quadrinho sobre amizade em campanha no Catarse
Close

NEXT STORY

Close

QAG Ícones: Conversamos com Fred Cassar sobre feels, futuro e Nocturne

16 de abril de 2019
Close