Em meio a outros musicais que voltaram aos palcos após alguns anos durante esse primeiro semestre de 2018 como ‘A Noviça Rebelde‘. Já encenada em 2013 no Rio de Janeiro ‘Pacto – A História de Leopold e Loeb‘ retornou agora em São Paulo no Teatro Porto Seguro para uma curta temporada até 30 de agosto. O versão brasileira é comandada por Zé Henrique de Paula. A versão americana idealizada pelo Stephen Dolginoff onde foi encenada na Off-Broadway no ano de 2003, recebeu vários prêmios e adaptações em diversos países.

Andre Loddi e Leandro Luna encenam um dos maiores crimes dos Estados Unidos. / Foto: Caio Gallucci

Em cartaz desde o dia 11 de julho, a peça ambientada no ano de 1958 conta a história por meio de flashbacks durante um depoimento de Nathan Leopold (Leandro Luna) onde o mesmo começa a relatar seu reencontro com Richard Loeb (Andre Loddi) após ele terminar sua graduação. Percebendo uma indiferença por parte de Loeb, Leopold que é extremamente apaixonado, começa a ser manipulado pelo parceiro em troca de um mínimo de atenção, quando Loeb compartilha seus pensamentos após ter lido livros de Friedrich Nietzsche, onde afirmava que o mesmo era o super-herói dos livros do filósofo, se denominando um ser superior do resto da sociedade, onde o certo e errado não se aplicava a ele.

A partir desse pensamento, após firmar um pacto com Leopold para o mesmo estar presente em todos os crimes que realizavam, Nathan teria suas necessidades atendidas como forma de troca. Então Loeb propõem o crime que na época seria considerado pela mídia como ”o crime do século” e fazendo com que eles fossem conhecidos como ”assassinos por emoção”, ao capturar um adolescente de 14 anos, e após sua morte colocar o mesmo em um esgoto pelo simples prazer de não serem pegos, ou de acharem que não seriam pegos.

Nathan Leopold (Luna) digitando o pacto proposto por Loeb (Loddi) / Foto: Caio Gallucci

A peça flui e funciona muito bem com cenas alternadas entre flashbacks, e do depoimento de Nathan, que faz o público se prender a história do começo ao fim sem nem ter tempo de aplaudir entre uma música e outra. Os atores Andre Loddi e Leandro Luna que por sinal foram os idealizadores dessa adaptação, fazem um trabalho brilhante ao incorporar de fato a personalidade complexa, única e um tanto pertubador de cada personagem juntamente com o pianista Andrei Passer e o trabalho genial de iluminação da Fran Barros, é um combo perfeito para a imersão nessa produção imperdível, e para quem nunca ouviu falar do crime do século, tem um final de tirar o fôlego de qualquer um.

Pacto – A História de Leopold e Loeb fica em cartaz no Teatro Porto Seguro até dia 30 de agosto. Quartas e quintas, às 21h. Os ingressos variam de R$ 40 a R$ 60 e podem ser comprados clicando aqui.

Já assistiu a peça? comente aqui embaixo o que achou.

Show Full Content
Previous Crítica – Os Incríveis 2
Next A Redenção de No Man’s Sky Next
Close

NEXT STORY

Close

Valerian e a Cidade dos Mil Planetas: Crítica do Filme

31 de agosto de 2017
Close