Dating Sims tiveram um começo bem tímido no ocidente. Diferente do Japão, onde a indústria lucra tanto com jogos, quanto com produtos derivados, por aqui a popularidade vem crescendo aos poucos. Ano passado o sucesso de Dream Dad: A Dad Dating Simulator moveu as águas, criando um espaço no mercado indie para este segmento. Desta onda que surge Monster Prom, um jogo desenvolvido pela espanhola Beautiful Glitch, em parceria com Those Awesome Guys. Um dating game numa escola cheia monstros, onde seu objetivo é conseguir um par para o baile.

Restam apenas 3 semanas antes do baile, e você ainda não conseguiu seu par… e você é um monstro. Mas tudo bem, porque no seu colégio todos são monstros também! Estes são os desafios no mundo de Monster Prom, um simulador de encontros competitivo, de um á quatro jogadores que te faz pensar: ‘Eu nunca pensei que gostaria disso!’“. Com está sinopse já sabemos um pouco do que nos espera.

Monster Prom
Representatividade: Seu personagem pode ser “He”, “She”, ou “They” /@Beautiful Glitch

Em Monster Prom você escolhe um personagem, que inclusive pode ser ele/ela ou agênero, e seu objetivo é seduzir um dos alunos monstros para ser seu “date” na noite do baile. As coisas ficam mais difíceis quando você joga no modo multiplayer, (local ou online), e disputa com o outro jogador para ver quem consegue se dar bem no final.

 

Monster Prom, De Volta ás Aulas!

Eu sei bem a primeira coisa que lhe vem em mente quando você lê sobre uma escola de monstros, Monster High, mas tire isso da cabeça. O universo de Monster Prom é bem menos infantil, e traz a você monstros como eles deveriam ser: monstros. A fofura dá lugar a diálogos com muito humor, duplo sentido, drogas, violência e até sexo, mas tudo de uma forma dosada, e com muita comédia. Desse modo a história te envolve, te prendendo por todo o jogo.

Monster Prom tem todo um clima juvenil e descolado. Ele não quer que você se entedie em horas de flerte sem fim, ou diálogos vazios. É como entrar numa escola no mundo real, mas se você vacilar um demônio pode comer sua alma. E temos aqui muita variedade em criaturas. Além dos outros alunos que circulam na narrativa, somos apresentados a 6 colegas que são elegíveis para rolar um clima de paquera e quem sabe algo mais depois do baile.

Monster Prom
Seus “alvos” neste jogo de paquera /@Beatiful Glitch

Resumindo, os personagens são: Miranda Vanderbilt, uma princesa sereia e fofinha, que ama ter escravos e cometer genocídios; Damien La Vey, o boy problema, ou melhor demônio que gosta de ver as coisas pegando fogo; Scott Howl o lobisomem, típico atleta com coração mole e cérebro pequeno que curte se divertir; Liam de Lioncourt, um vampiro nerd que vive julgando os outros, mas que só quer ser amado; Polly Geist, a party monster do grupo, uma fantasma que agita os rolês; e por fim Vera Oberlin, uma medusa que só se importa em extorquir os outros e ficar rica. Boa sorte com este grupo, que é nada fácil de conquistar, mas muito fácil de se apaixonar.

 

A Arte da Paquera

Para um dating simulator, Monster Prom leva muito em consideração para te dar uma experiência real de flerte. Antes de tudo o jogador passa por um teste bem divertido para criar um perfil seu. A partir disso o jogo seleciona uma das várias rotas de jogo para você ingressar. Cada rota foca em personagens diferentes, que mais combinam com seu estilo, mas isso não te priva de conhecer outros monstros.

Monster Prom
Teste “Capricho” para saber quem é seu possível “date” /@Beautiful Glitch

Basicamente o jogo se passa em semanas, sendo cada, uma fase. Você anda pelos espaços da escola, iniciando ações e assim se relacionando com os personagens. Suas escolhas de diálogo tanto podem fazer o monstro gostar mais de você, quanto dar inicio a eventos posteriores. Ao decidir entrar no ginásio, ou dar sua opinião sobre um jogo de celular seus status podem subir ou diminuir. “Charme“, “Coragem” e “Criatividade” são alguns destes status tabelados que podem garantir um sim do seu crush ao final do jogo.

 

Love is a Battlefield

A experiência single player nem se compara com jogar um dating game com seus amigos. Este é o maior diferencial de Monster Prom. Além de garantir que você conquiste seu “date“, você pode atrapalhar seu adversário, ou furar o olho dele. Em alguns turnos, existe a fase do refeitório onde você disputa quem escolhe primeiro onde sentar. O jogo faz perguntas, como “Escolha um objeto“, “Quem escolheu as melhor arma para um apocalipse zumbi vence“, e quem melhor responder ganha a chance de sentar na mesa do seu alvo.

Monster Prom
O melhor escolhe onde sentar primeiro /@Beautiful Glitch

Existe também a chance de você cruzar fora da escola com o personagem que seu adversário está mais próximo de fisgar, e tentar arruinar a relação deles, ou pior, deixar eles dois mais ligados. Além disso existe uma lojinha com itens que podem te dar mais vantagens na disputa, ou iniciar eventos especiais. Tudo é valido para vencer na guerra do amor.

Sempre tem um tempinho pra comprar umas “brusinhas” /@Beautiful Glitch

Sexy Pixels

A arte por trás do jogo é outro ponto notável. Cada personagem é único, e bem definido, tanto em personalidade quanto estética. Até porque num jogo de paquera é preciso ser claro quando um personagem está curtindo você, ou achando nojo de alguma escolha sua. Apesar de ser um jogo sobre monstros, ele carrega muitas cores e um design mais próximo de HQ. A ideia não é ser algo creep, mas sim divertido e cômico. A trilha sonora é bem ok, sendo quase esquecível, mas funciona para a proposta. Porém, os efeitos sonoros melhoram a jogabilidade dando mais enfase as consequências do jogo.

Monster Prom
Nada de diálogos fofos e clichês /@Beautiful Glitch

Conclusão

Se você quer passar uma horinha com seus amigos vendo quem tem mais charme, você vai adorar Monster Prom. Ele inova o gênero trazendo uma jogabilidade dinâmica e que irá te fazer rir e até ruborizar em algumas partes. Os diálogos são bem desenvolvidos, apesar de algumas vezes parecer que as opções de resposta não tem muita abrangência. Sem contar que certas narrativas te empurram dois ou três personagens, e tira de você a liberdade de paquerar com outros. O modo single player eu só recomendo se você quiser experimentar, pois é bem menos animado, apesar de conter a mesma história. Inclusive, é bem difícil conquistar um “date” em ambos os modos, o que não acho ruim, mas pode frustar alguns jogadores.

Monster Prom é um dating game inovador, com muitas opções de rotas, e formas de você levar um fora! Você se divertirá sendo um monstro correndo contra o tempo para não ser um forever alone.

 

Monster Prom está disponível para Steam, e estará com 10% de desconto até 4 de Maio. Confira e depois nos conte sua experiência!

Show Full Content
Previous Crítica – A Força Sutil de A Cidade do Futuro
Next Westworld: 5 Perguntas criadas na estréia da 2ª Temporada [spoiler]
Close

NEXT STORY

Close

Jessie J e sua inédita Think About That

15 de setembro de 2017
Close