A cantora Jonna Lee quebrou a internet em 2009 com o projeto Iamamiwhoami. Em dupla com IonnaleeClaes Björklund, a sueca trouxe uma enigmática gama de singles que culminaram no álbum BOUNTY. Também lançaram o audiovisual Kin e o Temático Blue, alem de concertos transmitidos globalmente via streaming. De forma independente, a cantora conseguiu chamar atenção de inúmeros fãs globalmente e embarcou numa jornada multimídia de forma pioneira. Quatro anos após o lançamento de Blue, Lee anuncia o seu retorno, agora sob a alcunha de Ionnalee, cuja escrita emula a sonoridade do nome da cantora em seu idioma natal. Jonna retorna para seu novo projeto, Everyone Afraid to be Forgotten  com uma coleção SynthPop de qualidade.

O registro como um todo trás em peso a presença do SynthPop e do eletrônico, característicos do trabalho da cantora. Este se mostra atualizado, explorando batidas pesadas e marcadas mescladas com os vocais etéreos de Jonna. Se o gênero já era marca da artistas, aqui ela eleva seu trabalho a um nível superior, com produções inteligentes, que flertam com o pop da melhor forma.

O primeiro single, Samaritan, é um dos exemplos de como o trabalho da cantora evoluiu. Sua produção claramente nos remete aos trabalhos de eras anteriores, mas se mostra muito mais atual e viciante aos ouvidos. A letra da música não poderia ser menos interessante também. Com uma escrita afiada, a música apresenta uma crítica aos fãs de música pop que elevam artistas a um pedestal de divindades. Com um refrão forte, Ionnalee entoa: “I don’t believe in a god, let’s leave religion out of all this / I don’t remember promising my life and soul to bring you all bliss / If I am what you say, I expect to be hanging from a wooden cross / When all this is done, it’s done.” A crítica se estende a ação midiática onde os veículos de mídia ajudam a criar ídolos para consumo em massa.

Work é a gema pop do registro. Uma progressão orquestral acompanha a introdução da música, que inesperadamente se torna um pop anthem incontestável. A canção toda é viciante, principalmente no que diz respeito ao gancho. “You Know We Got Work to Do” é entoada enquanto o instrumental eletrônico se mescla com a introdução orquestrada. Not Human é mais uma canção que vicia. Com uma letra divertida e uma produção envolvente, Ionnalee trás o synth com toques de chiptune e um pop que explode no refrão.

Everyone Afraid to be Forgotten é uma junção de canções Synthpop que equilibram o experimentalismo eletrônico com o pop. O álbum ainda vem acompanhado de um filme, assim como os lançamentos de eras anteriores da cantora.

Ionnalee

O novo álbum de Lee não só abre as portas para seu novo projeto como também é sem dúvidas um dos candidatos a melhor lançamento do ano. Cada batida e letra é intrincadamente posicionada e criam uma experiência audiovisual única. Everyone Afraid to be Forgotten já esta disponível desde o dia 16 de fevereiro.

 

Show Full Content
Previous Janelle Monáe Retorna Com os Hits, Django Jane e Make me Feel
Next Crítica – Moderno e transgressor, Owlboy lidera a era hi-bit
Close

NEXT STORY

Close

Overwatch ganha novo mapa: Junkertown

21 de agosto de 2017
Close