Taylor
Capa de Reputation

Taylor Swift é sem dúvida um dos maiores nomes da música pop atual. Ontem (10) a cantora lançou o seu mais novo registro Reputation, marcando mais um sucesso para o seu histórico.

O álbum começa com o segundo single oficial, … Ready For It. A canção é responsável por dar o tom do álbum, nos situando pelo que vamos percorrer durante as faixas disponíveis. O single é um desperdício, simples assim. Toda a produção pesada cheia de sintetizadores morre em um refrão infantil e desnecessário. É o tipo de situação que quebra a estrutura da canção.

Seguindo a primeira faixa, todo o resto do álbum segue da mesma forma. Taylor e Max Martin, compositores de 11 das 15 canções presentes em Reputation, não conseguem acertar uma direção a se seguir. A opção é coaptar tendencias, travestindo as músicas com um mix de R&B moderno e um pop digno de esquecimento.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=wIft-t-MQuE]

O lirismo, que costuma ser o ponto forte da cantora, aqui se mostra preguiçoso. Swift faz rimas extremamente pobres e vazias e entrega frases como “I want to wear his initial on a chain round my neck, not because he owns me, but ’cause he really knows me”, o que é não só um ultraje em um momento onde mulheres tem seus direitos atacados diariamente, com também num sentido lógico. Existe melhores formas de demonstrar afeto por uma pessoa do que se prestar a um papel patético como esse.

Poucas canções são dignas de alguma nota. O primeiro single Look What You Made Me Do é um dos casos. Ame ou Odeie, a música ao menos apresenta um lapso de personalidade e uma produção que se afasta de certa forma do que é tocado nas rádios. Did Something Bad e Dancing With Our Hands Tied são outros destaques positivos. As duas músicas são também produções de Martin. Porém, diferentemente do resto, elas saem da curva e mostram um acesso de inspiração. Tanto no conteúdo lirico como nas produções.

Concluindo

É fato que nem todo artista acertam sempre, altos e baixos são comuns em qualquer carreira. Reputation é um exemplo de que até uma artista com uma boa reputação derrapa na curva e pode acabar produzindo algo digno de pesar.  Resta esperar que o foco de Taylor deixe de ser o furor midiático e volte a ser a música.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=3tmd-ClpJxA]

Reputation  está disponível no iTunes e lojas físicas. Taylor não disponibilizou o álbum em nenhum streaming até o momento.

Show Full Content
Previous Disney anuncia nova trilogia de Star Wars escrita pelo diretor de “Os Últimos Jedi”
Next Crítica: The Thrill Of It All é gay, melancólico e um dos melhores álbuns do ano
Close

NEXT STORY

Close

Crítica: A Freira – Garante bons sustos porém peca em inovação

7 de setembro de 2018
Close