Certamente uma das datas mais divertidas do ano, o halloween, celebrado dia 31 de outubro, se encontra logo ali. Cheio de ritos e celebrações ao redor do mundo, o feriado que muitos acreditam ser originado das tradições celtas do Samhain trás consigo uma leva de lançamentos do gênero do horror no cinema. Hoje, vamos divulgar uma lista de seis filmes para celebrar a data!

Halloween
Halloween
Direção: John Carpenter, Roteiro: John Carpenter e Debra Hill

Um dos maiores clássicos dos anos 80 e também do gênero, Halloween foi o responsável por inspirar uma leva de slashers ao longo das próximas decadas. O filme trouxe pra cultura pop um dos maiores ícones do horror, Michael Myers. Foi também debut da atriz Jamie Lee Curtis, no papel de Laurie Strode, irmã do imortal assassino.

O filme conta a história de Michael Myers, que quando criança assassinou brutalmente sua irmã mais velha, numa noite de halloween. Anos internado numa instituição psiquiátrica, Michael se torna objeto de estudo do Dr Loomis, que acaba obcecado com Michael. Em uma véspera de halloween, Myers foge da instituição e parte em busca de sua irmã, Laurie.

O filme se alicerça basicamente em 3 personagens, Laurie, a protagonista, interpretada magistralmente por Jamie Lee Curtis, Dr Loomis de Donald Pleasence, e o próprio Michael. Esse tripé somado a uma direção inteligente e um roteiro coeso e direto tornam halloween em um clássico. Michael é incansável, imparável, imortal. É uma força obscura direcionada a exterminar sua irmã, e é isso que o torna tão assustador, afinal, como fugir de algo que nas próprias palavras de Loomis “não é nem humano”.

O final do filme nos prepara para a continuação, que vale tanto a pena quanto o primeiro filme. A Partir da parte 3, a serie passa por altos e baixos, sendo a parte 6 uma vergonha. A serie ainda conta com Halloween H20. O filme é continuação direta do segundo, que se passa 20 anos depois e desconsidera tudo que se passou após a segunda e a primeira parte. H20 vale o tempo de quem se dispõe a assistir e ainda trás de volta Laurie Strode para mais um embate com seu irmão psicopata.

Em 2018 teremos mais um filme, que diferente das tentativas de remake do diretor Rob Zombie, propõe uma continuação direta do segundo filme, e conta também com o retorno de Jamie Lee.

 

Halloween
The Witch
Direção: Robert Eggers, Roteiro: Robert Eggers

Uma construção lenta e um trabalho minucioso no que se refere ao psicologico do espectador. A bruxa é um filme que não aposta no terror mais fácil. O diretor e roteirista Robert Eggers faz a escolha de contar uma história de uma forma que o espectador fosse lentamente levado ao clímax.

O filme trás Thomasin e sua família, no século XVII, encontrando um novo lar após serem expulsos da antiga colônia. Após se estabelecerem, Katherine, Mãe de Thomasin, Caleb, Mercy e Jonas da a luz a Samuel. A partir daí os acontecimentos se desenrolam gradativamente fazendo com que caia sobre Thomasin a suspeita de bruxaria.

A bruxa é o tipo de filme que nasce um clássico. Anya Taylor-Joy, a interprete de Thomasin, prontamente se tornou estrela de outros filmes do gênero. A atriz atuou no elogiado Fragmentado e está no esperado Novos Mutantes, que corajosamente será um filme de terror.

Talvez o marco de uma nova tendencia dentro do cinema de terror que vem se renovando na ultima década, A bruxa é uma peça necessária para os fãs de cinema e um ótimo filme para se ver no halloween.

 

Halloween
O Rastro
Direção: J.C. Freyer, Roteiro: André Pereira e Beatriz Manela

A ideia de fazer um filme de terror no Brasil é sem duvida um desafio. Com uma industria cinematográfica engessada nos filmes de comédia, além do desafio de competir espaço nas salas de cinema com os blockbusters internacionais, apostar suas fichas em outros gêneros nãos e torna uma boa ideia. O rastro é sem duvida um retrato do que pode vir a ser um cinema nacional diversificado.

O filme, que conta com Leandra Leal e Rafael Cardoso no elenco, trás a historia de um médico, João, que fica responsável pela transferência de pacientes de um hospital para outro. Nesse contexto, uma garota que se encontrava internada desaparece, fazendo com que João aos poucos se torne obcecado.

Abordando, com um pano de fundo sobrenatural, a falência da administração do sistema de saúde brasileiro, bem como a estrutura de corrupção política e como isso influencia de forma todas as camadas da sociedade, o filme tem a missão de trazer o elemento do horror pra essa história. Uma missão mais que bem sucedida em sua execução.

A fotografia do filme, bem como as atuações e a direção são um ponto a se elogiar. O rastro sem duvida é uma opção nacional de qualidade para os fãs no dia 31.

Halloween
Trick ‘r Treat
Direção: Michael Dougherty, Roteiro: Michael Dougherty

Se tratando de halloween, não poderia faltar na lista um filme que se relacionasse diretamente com a data. Trick r Treat é uma antologia que conta com 4 histórias de horror que se unem pela presença de Sam, uma criança com pijama laranja e um saco na cabeça.

O filme trás em suas 4 histórias um mix de vários subgeneros consagrados do terror, sendo a criatividade do criador Michael Dougherty o elemento coringa que faz tudo funcionar como um divertido conto de halloween.

Sam, particularmente, é a peça chave do filme. Aparentemente uma criança, ele age como um guardião das tradições do halloween, punindo aqueles que quebram essas tradições. A imagem de Sam se torna instantaneamente icônica e um elemento crucial para o clima de halloween.

Halloween
House (Hausu)
Direção: Nobuhiko Obayashi, Roteiro: Chigumi Obayashi

Um representante do horror asiático, House é um filme feito para divertir. O filme conta a história de Gorgeous, uma estudante que viaja com seus amigos para a casa de sua tia, onde acontecimentos sobrenaturais ocorrem.

O diretor Nobuhiko, procurando ideias para a produção do filme, conversou com sua filha adolescente Chigumi, que sugeriu muitas das coisas vistas no filme. O bombardeio de Hirosima e Nagasaki também é abordado, já que o diretor nasceu  em Hirosima.

Um exemplo do sub genero da comedia de horror, House é um filme que diverte e entretêm o espectador. Uma sugestão para o halloween para aqueles que mais do que se assustar, querem uma pitada de comédia também.

 

Halloween
A Hora do Pesadelo
Diretor: Wes Craven, Roteiro: Wes Crave

O ultimo filme da lista é não só um clássico, como também o responsável pelos meus medos de infância. A Hora do Pesadelo traz na bagagem 6 sequências, um crossover com Jason Voorhees e um remake. O filme também introduziu na cultura pop Freddy Krueger, uma figura sobrenatural com uma aparência carbonizada.

O pano de fundo é um grupo de adolescentes atormentados por pesadelos com um homem queimado uma luva com lâminas. Além da imagem do próprio Freddy, o background de abuso infantil e pedofilia no filme torna tudo ainda mais desconfortante.

Não só nesse filme, como nas sequências, cada morte é um show a parte. Freddy, como criatura que ronda os sonhos desses adolescentes, cria para cada um deles um cenário diferente. É em a hora do pesadelo também que temos uma das mortes mais icônicas da história dos filmes, onde Tina é violentamente estripada enquanto flutua se debatendo pelas paredes do quarto.

Com o poder real de causar medo e desconforto, a hora do pesadelo é um filme que marcou a cultura pop e o gênero do terror, além da carreira de Wes Craven. Tantos anos depois, Freddy certamente ainda causa desconforto em quem assiste.

 

Essas são seis opções pro halloween, dentre muitas outras. O gênero do terror é sem duvidas um dos mais ricos do cinema. Aproveite a lista para não só se divertir, mas também para explorar a riqueza do horror.

“I’m your boyfriend now Nancy”
Halloween
Show Full Content
Previous Ea et vel tenetur dignissimos eaque
Next Lista: 5 dicas de fantasias geeks customizadas
Close

NEXT STORY

Close

Dolorem quas quas omnis ad similique

9 de novembro de 2017
Close