“Nossas Noites”  (Our Souls at Night) romance dirigido pelo indiano Ritesh Batra  e adaptado do livro de Kenf Haruf (1943-2014) veio para nos mostrar que nós definitivamente não nascemos para ficarmos sozinhos, dependemos do convívio e de afeto para continuar vivendo de forma mais feliz. O elenco principal conta com Jane Fonda e Robert Redfort , o casal favorito das telas de cinema.

O filme conta a história da viúva Addie Moore  e do aposentado  Louis Waters, ambos septuagenários e morando sozinhos no mesmo bairro até que certo dia Addie resolve bater na porta de  Louis e propõe dividirem a mesma cama a noite em troca de companhia e um pouco de conversa, uma estratégia para driblarem a solidão de estarem sozinhos, já que segundo os dois: as noites a sós são as piores. Não é a toa, imagine passar quase 50 anos dormindo ao lado de alguém e de repente não ter mais ninguém lá ao seu lado?

Como todo bom romance, Addie e Louis logo se envolvem e começam sentir necessidade um do outro muito além da noite e vemos que o amor é algo que pode acontecer a qualquer momento e de centenas de formas diferentes. Além disso, expõe o quanto o amor é frágil e difícil, um sentimento que precisa de tempo para amadurecer, mas que não deve ser negligenciado, ainda que você o encontre na terceira idade.

Addie e Louis juntos em Nossas Noites

Para quem gosta desta temática de filme, Nossas noites é um prato cheio e explora muito bem o amor na velhice, onde além de não ser um daqueles filmes melosos,  também  não é nada cansativo já que toda a história foi muito bem construída e entrelaçada: o que dá uma boa profundidade a cada personagem da narrativa de maneira suave e envolvente.

Embora eu não tenha lido o livro que gerou esta adaptação do filme, acredito que o diretor indiano Ritesh Batra tenha conseguido captar muito bem a essência da história, pois é muito claro o sentimento que há ali, a maneira como as personagens se envolvem durante o decorrer do filme deixa nítido que há uma faísca, uma chama acesa, quase como se sentíssemos o que estivesse acontecendo.

Acredito que vale assistir o filme num final de tarde ou a noite, seja acompanhado de alguém ou mesmo da pipoca. É o clássico filme de sessão da tarde, isto é, aquele que vai prender sua atenção do começo ao fim e você não vai querer mais sair do sofá até que ele termine.

Abaixo segue o trailer para quem quiser dar uma espiada antes de assistir, vale lembrar que o mesmo está disponível na Netflix.

 

Show Full Content
Previous White Lie: drama surreal e melancólico em jogo brasileiro
Next Drag Race All Stars 3: Conheça o Elenco
Close

NEXT STORY

Close

Assista “Younger Now”, Novo Clipe da Miley Cyrus

18 de agosto de 2017
Close