Depois de passar por 6 temporadas, na noite de terça-feira estreou a nova temporada de American Horror Story.

O episódio começa diretamente na noite de 8 de novembro, onde o mundo conheceu o novo presidente dos Estados Unidos. Somos apresentados aos dois polos opostos que guiam essa temporada, Ally Mayfair-Richards, personagem de Sarah Paulson e Kai Anderson, personagem de Evan Peters, sendo este um apoiador fiel de Trump e Ally eleitora de Hillary Clinton.

reprodução: internet

Com pouco tempo de tela, fica claro que o tom da trama se alicerça na realidade explorando arquétipos definidos. Kai representa o tradicionalismo americano, calcado em xenofobia, homofobia e mais preconceitos, porem disfarçado de patriotismo e amor a América. Ally porem, representa os grupos minoritários, acuados pelo medo do incerto que vem acompanhando o novo governo.

 

Conjuntamente com Ally e Kai, conhecemos também outros personagens presentes na trama, como Ivy (Alisson Pill), esposa de Ally e o filho do casal, Oz (Cooper Dodson). Também conhecemos Winter (Billie Lourd), Irmã de Kai, que também é uma eleitora de Clinton e se torna babá de Oz.

Ivy (Alison Pill) e Winter (Billie Lourd) (reprodução: internet)

Observando as relações presentes em cena, é perceptível que Kai exerce certo domínio sobre sua irmã, que quando questionada sobre o que mais a assusta, responde citando o próprio irmão. Com esse cenário de medo e extremismo, cada situação se desenrola acompanhando a crescente tensão de Ally, que é portadora de fobias, como medo de palhaços (coulrofobia), derivado de traumas originado nos atentados de 11 de setembro.

As atuações do elenco são sempre consistentes, sendo o casal de Paulson e Pill o grande destaque ali. John Carroll Lynch também é um destaque, em sua brutal cena que remonta a sua primeira aparição em Freakshow. Aqui o personagem retorna como uma personagem de história em quadrinhos.

reprodução: internet

Nos 50 min do episódio, fica claro que mais do que causar medo, Cult quer explorar o poder do medo. Funcionando como gatilho para os traumas de Ally, podemos ver o quão poderoso é o medo e como ele é um instrumento de dominação e coação, fragilizando aqueles que aos poucos se vem sem saída. Também podemos ver como o medo pode ser um instrumento empoderador daqueles que sabem como utilizá-lo. Kai parece entender bem que os nossos maiores demônios se encontram dentro de nós mesmos e que basta um gatilho para que tudo saia de eixo.

Ainda no episodio temos um homicídio do casal Cheng, vizinhos da família Mayfair-Richards. O casal sofre na mão de uma gangue de palhaços, que matal o casal numa especie de ritual, aos moldes dos cometidos por Charles Manson. Aqui podemos ver outra face do medo, onde situações como as exploradas levam pessoas a procurar uma ancora de salvação, o que viabiliza a ascensão dos chamados “lideres carismáticos”, que causam fascínio e domínio sobre essas pessoas fragilizadas. O que nos faz pensar como irá se desenrolar a relação de Kai e Ally.

Kai e Ally, postado por Ryan Murphy com a legenda”A Love Story For de Ages” (reprodução: internet)

Explorando a polarização política e social do atual cenário norte americano, o primeiro episódio aparenta ser promissor em suas bases, entretanto ainda tem certa dificuldade em entregar algo que realmente cause uma empolgação forte. O grande ponto negativo talvez seja o foco “ideológico”, que falha em nos causar uma sensação de real temor. As ações de Kai e dos palhaços presentes no episódio tendem a serem num primeiro momento desconfortáveis, porém, caem num solo vazio quando percebemos que não há algo ali que nos surpreenda de verdade.

Cult aparenta ter mais a oferecer dentro de sua temática e, ainda que possa falhar em certos momentos de horror, Election Night é um episódio consistente.

A polarização social e ideológica representada na abertura da trama (reprodução: internet)
Show Full Content
Previous Lançamento do clipe Corpo Sensual e informações inéditas sobre Pabllo Vittar
Next Review – Life is Strange: Before the Storm – Despertar
Close

NEXT STORY

Close

Versace: American Crime Story – Tiros e suspense no primeiro Teaser

5 de setembro de 2017
Close